Weby shortcut
Nota

Nota de Repúdio acerca do Incêndio no Museu Nacional

Updated at 09/11/18 09:23 .

     Nós, professoras/es e estudantes do PPGAS e servidoras/es do Museu Antropológico da UFG, vimos a público prestar solidariedade às/aos colegas da museologia, antropologia, geologia, paleontologia, botânica, zoologia, arqueologia, pesquisadores, funcionárias/os e gestoras/es, que faziam da conservação do Museu Nacional uma luta diária. O luto que é de todas/os nós, ao assistirmos a destruição de uma parte significativa de nossa história, de nossa memória social e dos conhecimentos zelosa e rigorosamente acumulados e ofertados à sociedade brasileira. Vimos também manifestar a nossa indignação e repúdio à irresponsável política de cortes orçamentários que levou o Museu Nacional ao colapso.
     É um momento de profunda consternação pela perda inestimável para a história das ciências, para o ensino e para a pesquisa, para o patrimônio do Rio de Janeiro, do país e do mundo. Com recém completados duzentos anos de história, o Museu Nacional acumulava um acervo milenar, guardava exemplares preciosos da história de diversas populações e peças raras da fauna e da flora do país.
     Há alguns anos, o Museu Nacional vem sofrendo com cortes abusivos no seu orçamento, intensificados com o golpe jurídico-parlamentar de 2016. Sua estrutura vulnerável, fruto de paulatino sucateamento, encontrou as chamas ontem à noite como uma catástrofe anunciada. O que cintila das chamas do Museu Nacional é o deliberado desmonte da educação, da cultura e das ciências no país, que agora atinge em cheio sua primeira instituição científica.
     A experiência de outros países que enveredaram pelo ajuste fiscal em períodos muito mais curtos demonstrou que a cada ano de congelamento seguiram-se 3 anos para a retomada aos níveis anteriores de investimento. A PEC 95 com seu congelamento de 20 anos, inédito no mundo, jogará o Brasil em 80 anos de recessão. A destruição do Museu Nacional no segundo ano de vigência da PEC 95 é apenas o início de um processo que precisa ser freado com a imediata revogação desta.
   Estendemos nosso abraço solidário às/aos colegas, posicionamo-nos contrárias/os ao congelamento dos investimentos públicos e fazemos ressoar nosso grito de indignação com o desejo de que o incêndio no Museu Nacional nos leve a reconhecer o intolerável da situação em que vivemos e potencialize a luta em defesa das universidades públicas, das instituições de cultura, ensino e pesquisa de todo o país.

Source: Museu Antropológico da UFG