Weby shortcut

Notícias

Opções Avançadas   Busca exata   Todas as palavras   Qualquer uma das palavras
escada2.
Museu Antropológico colabora com a formação de estudantes do Núcleo Takinahaky
Em 13/08/2018 às 16:17

No período de 06 a 10 de agosto de 2018, o Museu Antropológico, por meio de seus profissionais e de seus espaços educativos especializados (reservas técnicas, laboratórios e exposições), colaborou com a formação dos professores indígenas, estudantes do curso de Licenciatura em Educação Intercultural, oferecido pelo Núcleo Takinahaky, este último criado em 2007 para formar professores indígenas, na Universidade Federal de Goiás.

Parte das atividades do curso Museologia e documentação de saberes aconteceram no Museu, onde os estudantes tiveram oportunidade de discutir os conceitos relacionados aos museus e seus campos de atuação, bem como a importância dessas instituições na preservação das memórias e na salvaguarda, difusão e fortalecimentos das culturas e das identidades dos povos.

O curso Museologia e documentação de saberes compõe a matriz curricular da Licenciatura em Educação Intercultural, que é organizada a partir de temas contextuais e não de disciplinas.  

 

    Educ. Intercultural3            Educ. Intercultural

 

No Museu Antropológico, espaço de pesquisa interdisciplinar em antropologia e áreas afins, os estudantes indígenas puderam visitar espaços especializados e participar de oficinas de preservação, conservação, documentação e guarda de acervos etnográficos e arqueológicos.

 

 dIEGO 2       rosani3

 

Também foram realizados os primeiros procedimentos de tratamento de um pequeno acervo etnográfico constituído pelo Nucleo Takinahaky, a partir de doações dos alunos no decorrer dos seus 10 anos de existência, com o objetivo não só de conservação e guarda desses objetos, mas também de pensar um projeto expositivo para os mesmos.

 

Participaram do curso, 38 estudantes ingressados nos anos de 2013, 2014 e 2015 e já em fase de conclusão dos seus estudos na UFG. Estiveram presentes representantes dos povos Apinajé, Canela, Gavião, Kamayurá, Karajá, Krahô, Tapirapé, Tapuia, Xacriabá, Xavante e Xerente. As visitas técnicas e oficinas resultaram em discussões muito produtivas. Foram dias intensivos de muitas trocas e aprendizados, já que a grande maioria do acervo salvaguardado pelo MA é proveniente das regiões onde vivem os povos indígenas aos quais os estudantes pertencem, sendo que muitos dos artefatos vistos já não são confeccionados nas suas aldeias.

 

 escada2.             dança xavante

 

Um dos assuntos abordados no curso foram os museus comunitários, como espaços de documentação de saberes, de sistematização das memórias e de empoderamento e fortalecimento das identidades indígenas, visto que muitos estudantes estão interessados em criar museus e espaços culturais em suas aldeias. 

                                                                                                                                                                                                                           

espelho 2

 

O curso foi planejado e conduzido por Rosani Moreira Leitão, contando com a colaboração de outros profissionais e estagiários do MA. Colaboraram com as oficinas os/as especialistas Adelino Carvalho, Ana Cristina Santoro, Diego Mendes, Janice Mateucci, Karolyn Soledad Saavedra, Tatyana Beltrão, Aline dos Santos Oliveira, Lucas de Souza Nonato, Thaís Maia e Paola Gomes.   

        

MA/UFG assinam convênio MOA/UBC
Em 12/07/2018 às 10:58

O Reitor da Universidade Federal de Goiás, Edward Madureira Brasil, e o Diretor do Museu Antropológico da UFG receberam no dia 09 de julho, o professor Nuno Porto, da University of British Columbia, localizada em Vancouver - Canadá. No ato da visita foi assinado um convênio entre o Museu Antropológico da UFG e o Museu de Antropologia da universidade canadense. O MOA, como é conhecido.

Convênio

O diretor do Museu Antropológico da UFG reiterou que "A formalização da cooperação entre as instituições irá oferecer inúmeras oportunidades para discentes, técnico-administrativos e docentes. Nosso esforço é para celebrar esse conhecimento compartilhado".

O reitor, Edward Madureira, destacou o esforço das várias áreas que se empenharam para a celebração do convênio. "Se nos engajamos em ações que nos motivam e reunimos pessoal dedicado, com certeza iremos chegar aos bons resultados que a UFG deseja", destacou.

 

 

 

                         Convenio 1                                 Servidores

Reportagem na TV UFG sobre a exposição Kadiwéu.
Em 06/07/2018 às 09:41

Assistam a reportagem feita no dia da inauguração da Mostra de Cerâmica Kadiwéu.

Acesse-a pelo link: https://www.youtube.com/watch?v=sexSoEtL4VM

 

Fake News
Exposição "É verdade? Uma expo-reflexão sobre fake news"
Em 05/07/2018 às 10:32

Foi aberta ao público no dia 04 de julho de 2018, na sala de exposição de curta duração do Museu Antropológico da UFG a exposição "É verdade? Uma expo-reflexão sobre fake news".

Esta exposição é resultado da disciplina Comunicação Patrimonial IV - Concepção e Montagem de Exposição, do curso de Bacharelado em Museologia da Faculdade de Ciências Sociais da UFG. O período para visitação vai do dia 4 de julho a 31 de agosto. 

A equipe organizadora é composta pelos/as discentes Andreia Chavier de Oliveira, Benedito José Ferreira da Silva, Camila Beatriz Faria, Clécia Santana dos Santos, Isac Ferreira de Sousa, Judivan Alves Ferreira, Kethelyn Silva Moura, Mara Lúcia de Paiva Najar, Maurício Gonçalves do Nascimento Rodrigues Lima e Milena de Souza; orientados pela professora Gleyce Kelly Heitor.

Como as fake news repercutem em nossas vidas?

Essa é uma pergunta que atravessa a exposição É verdade? Uma expo-reflexão sobre fake news, realizada no Museu Antropológico da UFG, para debater o tema das notícias falsas, seus contextos históricos, midiáticos e culturais, com o objetivo de criar um espaço de diálogo sobre os diferentes usos e tipos dessas notícias, bem como problematizar a interferência do fenômeno nas nossas concepções de verdade.

 Outras informações podem ser acessadas aqui.

ANA
Conservadora do Museu Antropológico participa de Seminário no Chile
Em 02/07/2018 às 21:31

A historiadora Ana Cristina Santoro, conservadora do Museu Antropológico da UFG, promoverá, ao longo do mês de julho, atividades de multiplicação de conhecimentos oriundos de sua recente participação no III Seminário Internacional de Conservación de Papel, ocorrido no Chile, entre 25 e 29 de junho. Ana Cristina atualizou-se nas técnicas de intervenção, novos materiais e estudos de caso de conservação e restauro de bens patrimoniais com suporte em papel, como a conservação de pergaminhos, métodos de limpeza de papel, biodeterioração e conservação de fotografia patrimonial. O Seminário internacional de que ela participou, em Santiago, foi uma promoção do Museu de Arte Colonial e da Escola Nacional de Artes Aplicadas do Chile.

Os interessados em participar das atividades devem contatar a conservadora pelo e-mail:coordmuseologiama@gmail.com.