Weby shortcut
foto capa - visita idosos

Idosos revivem histórias em visita à Exposição Lavras e Louvores

Atualizada em 18/10/19 16:35.

Olhos saudosos, memórias afetivas e muitas histórias marcaram a visita do grupo de idosos do Programa Vida Ativa.

Texto: Ênya Morais

Fotos: Rafael Borges e Ênya Morais

 

visita idosos 4            Angelo Bruno, um dos visitantes da Exposição.

 

             "Tudo isso me trouxe a lembrança dos tempos idos. Tempos vividos neste Brasil grande e maravilhoso que eu aprendi a amar". Este é o depoimento emocionado de Angelo Bruno, de 83 anos, com um sotaque que não nega a sua origem italiana. Ele é um dos integrantes do Programa Vida Ativa - Núcleo Vila Nova que participou de uma visitação hoje, 17, à Exposição Lavras e Louvores no Museu Antropológico. O "Vida Ativa" é uma política pública da Prefeitura de Goiânia desenvolvida pela Agência de Turismo, Eventos e Lazer (AGETUL) com o objetivo de proporcionar mais qualidade de vida às pessoas idosas. A visita é uma parceria entre uma das professoras do programa e duas estagiárias do curso de Museologia,  disciplina Estágio obrigatório II, que desenvolvem atividades no Museu Antropológico.

              O grupo de mais de 40 idosos chegou logo cedo ao Museu Antropológico para conhecer a Exposição. Cabelos brancos, experiência, mãos calejadas e muitas histórias revisitadas em algumas horas de visitação mediada. As estagiárias do curso de Museologia, Tania Mara Moura e Haydee Sampaio, explicaram que desenvolveram um projeto de ação educativa para o público idoso. "Lavras e Louvores: a história percebida e vivenciada foi um trabalho iniciado no 1º semestre deste ano em que um dos objetivos foi trazer aos idosos um reencontro com suas origens", afirma Tania. Ela relatou que nessa experiência o público idoso foi visitante e, também, agente educacional. 

             A professora Joelma Cristina Gomes do Programa Vida Ativa, responsável pelo grupo animado, contou que esta é a primeira vez que os idosos visitaram a Exposição Lavras e Louvores. A professora afirma que a intenção é que eles se apropriem desse legado cultural que está nos acervos em diferentes espaços da cidade. "Eles têm uma história com símbolos, significados e quando eles veem isso em uma exposição entram em contato com suas memórias através dos objetos expostos aqui; conseguem se reconhecer como seres humanos históricos", enfatiza. O senhor Angelo que nasceu na Itália e escolheu morar no Brasil, já morou na cidade de Araguaína, Tocantis. "Vendo essa canoa aqui na exposição pude me lembrar da época que andei em uma parecida junto com os índios em Araguaína", conta ele com olhos saudosos. 

              

Veja abaixo mais fotos da visitação:

 

   foto capa - visita idosos

Grupo de visitantes do Programa Vida Ativa - Núcleo Vila Nova.

 

visita idosos 5Professora Joelma Cristina Gomes, um das responsáveis pela visitação realizada ao Museu Antropológico.

 

 

visita idosos 3Um dos momentos da visita à Exposição Lavras e Louvores que foi mediada também pela estagiária do MA, Haydee Sampaio.

 

visita idosos 2As estagiárias do MA que criaram esta ação educativa para idosos, Tania Moura e Haydee Sampaio.

 

Fonte: Comunicação do Museu Antropológico